Em entrevista ao Jornal Parceiros Net, Sandro Zanetti Seco como é conhecido nesse meio, nos relatou sobre sua trajetória e também sobre sua vasta experiência no futsal.

Aos 15 anos já conquistou seu primeiro troféu de campeão, representando as equipes Sadia e Perdigão que foram pioneiros na modalidade. Aos 16 anos foi para o futebol de campo e chegou a jogar no Grêmio, porém sua paixão era o futsal.

Arquivo de Sandro Zanetti

Em seu currículo Seco apresenta inúmeras conquistas e títulos nacionais e internacionais, inclusive foi o único jogador de futsal do mundo a defender duas seleções em competições oficiais. Com emoção relembra e relata que em um dos jogos, defendeu a Itália contra o Brasil:

“Eu fui o único jogador de futsal que cantou os dois Hinos.”

Após um transtorno físico resolveu encerrar sua carreira como jogador. No entanto, seu grande fascínio pelo ofício não permitiu que parasse por aí. Optou pela formação acadêmica em Educação Física e Administração, decidido a passar adiante a grandeza de todo seu conhecimento.

Arquivo de Sandro Zanetti

Dono de uma bagagem com célebre valor, atualmente está à frente do São Miguel Futsal (Amarelinho do Oeste) treinando jovens de 15 a 23 anos, que segundo ele necessitam de um cronograma metódico a ser seguido assiduamente.

Sandro não abre mão da disciplina dos atletas porque julga ser mais que orientação, ele entende e ressalta que este conceito permite ao atleta o fortalecimento de um caráter otimista e positivo de forma que venham a conquistar o melhor na sua existência e no esporte.

Seco Zanetti no ginásio Joelson Marcelino, em São Miguel do Iguaçu -Arquivo Parceiros Net
Seco Zanetti no ginásio Joelson Marcelino, em São Miguel do Iguaçu -Arquivo Parceiros Net

Intelectual e leitor rotineiro, Seco sugere aos jogadores que adquiram o hábito da leitura, pois acredita que ler torna o ser humano capaz de vivenciar experiências inimagináveis além de contribuir também na formação da índole dos atletas que estão começando a carreira.

Sandro também gosta de criar vínculos interativos entre o público e o futsal. Para tanto, realiza um trabalho social, onde estimula a interação entre os atletas e pessoas de entidades/instituições do munícipio visando a oportunidade de conhecimento e comunicação mútua.

“É gratificante poder contemplar a satisfação de todos os envolvidos nesses momentos. São ocasiões de grande aprendizado, partilha e descontração.”

Visitante de mais de 30 países, teve várias experiências, diz que sente-se realizado e muito feliz nessa profissão que lhe trouxe oportunidades imensuráveis em conhecimento, cultura e idiomas, assim sendo aprendeu a falar fluentemente Português, Espanhol, Italiano e Inglês.

A redação do Jornal Parceiros Net ficou encantada com tantos títulos brasileiros e internacionais. A grandeza de detalhes na história de Seco Zanetti e a luz em seu olhar ao descrevê-la reflete o seu imenso amor pelo esporte. É notável o empenho que lhe concedeu tais vitórias.

Montamos uma lista com as principais conquistas do ex-jogador:

  1. Tricampeão catarinense – Sadia – Concórdia
  2. Campeão liga nacional – Ulbra – Canoas RS
  3. Campeão Taça Brasil – Vasco da Gama – Rio de Janeiro
  4. Campeão carioca – Vasco da Gama – Rio de Janeiro
  5. Campeão liga nacional – Vasco da Gama – Rio de Janeiro
  6. Campeão Supercopa da Espanha – Playas de Castellon – Sevilla Espanha
  7. Campeão Copa Itália – Lazio – Padova Itália
  8. Vice Campeão do mundo – China 
  9. Vice Campeão da Europa – Portugal

Ao ser questionado sobre seu maior ídolo ele foi muito incisivo em sua resposta, dizendo que seu ídolo terreno é seu pai (in memorian), porém acima de tudo e de todos seu maior e pra sempre ídolo é Jesus Cristo.

Reprodução Facebook

Muito obrigado, reverente Sandro Reno Zanetti “Seco”.

Edi Brachtvogel Boschi

Editora, jornalista e repórter do Jornal Parceiros Net. Autora do Hino do município de Serranópolis do Iguaçu.