O delegado da Polícia Federal de Cascavel Marco Smith falou com a imprensa sobre a apreensão ocorrida na manhã de hoje (23), no aeroporto de Cascavel.

A equipe fazia trabalho de rotina no local e conseguiu flagrar um rapaz de origem paraguaia que estava com 3,5 kg de cocaína ‘diluída’ em líquido, impregnado na roupa da bagagem do passageiro.

A cocaína teria custo de mais de R$ 100 mil e preço de venda no exterior de mais de 150 mil dólares. A droga iria para Lisboa.

É a primeira vez que este tipo de flagrante ocorre em Cascavel.

O delegado falou sobre o trabalho de inteligência e disse que um scanner para o aeroporto de Cascavel não é uma ferramenta imprescindível para este caso. Já cães farejadores poderiam auxiliar na localização da droga.

Fonte: CGN

Edi Brachtvogel Boschi

Editora, jornalista e repórter do Jornal Parceiros Net. Autora do Hino do município de Serranópolis do Iguaçu.