Perícia indica que bebê encontrado morto não era alimentado

A perícia do Instituto Médico Legal (IML) de Londrina, informou que existem indícios de que o bebê de um ano e sete meses, que foi encontrado morto dentro da casa da avó em Porecatu, não se alimentava há muito tempo.

A polícia acredita que a avó do menino era negligente, que a criança morreu devido à falta de cuidados. O laudo com a real causa da morte deve ser concluído nos próximos dias.

O bebê foi encontrado morto na sexta-feira (17), em Porecatu, a avó da criança, uma farmacêutica de 39 anos foi presa. Segundo a polícia, ela não prestava a devida assistência com comida e remédios ao neto.

Em depoimento para a polícia, a avó disse que colocou o bebê para dormir às 22h30 de quinta-feira (16) e que voltou ao quarto para ver a criança apenas às 15h do dia seguinte, e encontrou o neto morto.

Banda B

Anúncio

Edi Brachtvogel Boschi

Editora, jornalista e repórter do Jornal Parceiros Net. Autora do Hino do município de Serranópolis do Iguaçu.