Video: Guia Medianeira

Na tarde desta quinta-feira (28), o Delegado Denis Merino, da Delegacia da Polícia Civil de Medianeira, recebeu os vereadores do município de São Miguel do Iguaçu, para esclarecer os fatos narrados no último dia 22 de março numa entrevista concedida pelo Delegado à imprensa, sobre o envolvimento do último presidente da Câmara de Vereadores, Édson Ferreira, com o homicídio do advogado e professor Ricardo Damião Jr.

Na entrevista concedida no último dia 22, o Delegado comentou sobre o inquérito do crime que vitimou o advogado, e declarou que as investigações apontaram o então vereador Edson Ferreira, que cometeu suicídio no último dia 14, como sendo o responsável pela contratação dos executores, e que em troca disso ele obteve uma espécie de apoio político para retornar à presidência da casa de leis.

De acordo com o Professor Ari, atual presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel do Iguaçu, as declarações do Delegado geraram repercussão e algumas interpretações sobre o que foi dito, com relação ao possível envolvimento de outros integrantes da Câmara no suposto favorecimento do então vereador, para ser eleito novamente presidente.

Durante a conversa do Delegado com os vereadores, ele deixou claro que em momento nenhum foi citado o envolvimento de outros edis no que diz respeito ao crime de homicídio que vinha sendo investigado, tampouco que o referido apoio político teve como objetivo a definição ou composição da mesa diretiva. Ainda segundo o Delegado, o apoio político ocorreu somente entre o principal suspeito de ser o mandante, o Secretário de Obras e Viação de São Miguel do Iguaçu, Orivaldo Malaggi, e o vereador Edson.

Confira no vídeo a integra da entrevista do Delegado e do atual presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel, comentando a reunião.

Fonte: Guia Medianeira

Edi Brachtvogel Boschi

Editora, jornalista e repórter do Jornal Parceiros Net. Autora do Hino do município de Serranópolis do Iguaçu.