Chuva de meteoros Leonids ocorre na madrugada desta terça-feira, 17/11/2020 e poderá ser vista em todo o Brasil, se as nuvens deixarem. Saiba como observar.

Na madrugada desta terça-feira, 17 de novembro de 2020, ocorre o período de melhor visualização da chuva de meteoros Leonids que poderá ser vista em todo o Brasil, se as nuvens deixarem.

A chuva de meteoros é o que popularmente chamamos de estrelas cadentes. Não precisa ter binóculo e nem telescópio. Basta olhar para a região do céu adequada, deitar no chão e esperar as “estrelinhas riscarem o céu”.

Para a madrugada desta terça-feira, 17/11/2020, infelizmente a maior parte do Brasil estará com muita nuvens e condições para chuva. Os melhores locais para ver a chuva de meteoro Leonids será o Rio Grande do Sul, o oeste de Santa Catarina e do Paraná, Salvador e todo o nordeste/norte da Bahia e os estados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, especialmente no interior destes estados.

Anúncio

O professor Marcos Calil preparou todas as explicações para ver a chuva de meteoros Leonids. Confira abaixo!

Chuva de meteoros Leonids

Associado ao cometa 55P/Tempel-Tuttle, o histórico dessa chuva é bem interessante. De acordo com a publicação na página eletrônica do Meteor Showers Online, “A chuva de meteoros Leonids apresentou algumas das mais espetaculares chuvas na história, mas é, infelizmente, de natureza periódica”. Isso é um retratado do histórico observacional que temos.

Para se ter uma ideia dessa periodicidade, em 1997 a Leonids forneceu uma quantidade incrível de meteoros, mesmo com a influência do forte brilho da Lua. Neste ano, essa chuva chegou a ser relatada com o surgimento de mais de 100 meteoros por hora.

Climatempo

Chuva de meteoros Leonids em 1997 (fonte: apod.nasa.gov)

No ano seguinte, ou seja, em 1998, a Leonids chegou à quantidade de 200 a 300 meteoros por hora e, em alguns lugares da Terra, foram observadas rajadas que continham entre 1000 a 2000 meteoros por hora! (fonte: Meteor Showers Online).

Nos anos seguintes, a quantidade de meteoros foi diminuindo até que, entre 2003 e 2005, a taxa horária zenital se estabilizou, proporcionando uma quantidade que varia entre 20 e 40 meteoros por hora. Daí por diante, os relatos que temos é que essa chuva nos proporciona uma média de 20 meteoros por hora, em outras palavras, na média, o que poderemos observar é 1 meteoro a cada 3 minutos. Algumas literaturas, mas otimistas, ainda estimam uma taxa horária zenital de 100 meteoros por hora. É ver para crer!

O período de atividade da Leonids está compreendido entre 06 a 30 de novembro. Mas, o melhor momento de observação ocorre na madrugada de 17 de novembro. Essa bela chuva apresenta meteoros muito rápidos com velocidade de, aproximadamente, 71 km/s e magnitude, aproximada, de 2.5. Sua coordenada equatorial é de α = 10h07m27s e δ = 22o 03′ 25”.

Quem poderá observar?

observação da chuva de meteoros Leonids é fácil de ser realizada em todo o Brasil e não requer uso de equipamentos ópticos como, por exemplo, telescópio ou binóculo. Basta uma cadeira confortável, como uma cadeira de praia e olhar para o local certo.

Logicamente, para as pessoas que estiverem localizadas num céu sem poluição luminosa poderão contemplar mais meteoros, se comparadas com as pessoas que estiverem localizadas num céu com poluição luminosa. Mas ainda assim, mesmo que o observador esteja localizado numa cidade com média poluição luminosa, será possível contemplar alguns meteoros riscando o céu. De certo, em tempo mais espaçado e numa quantidade menor, mas ainda assim, conseguirá observar belos meteoros.

Logicamente, que esse observador da cidade com média poluição luminosa não poderá estar debaixo de um poste luz. Mas, nada como se afastar um pouco e contemplar um ou outro meteoro dessa belíssima chuva.

Para onde devo observar o céu?

Como o radiante da chuva Leonids está associada a constelação do Leão, o observador deverá encontrar essa constelação para contemplar os meteoros. O melhor momento para observar essa chuva irá ocorrer na madrugada de 17 de novembro, terça feira. Para sorte dos observadores, neste ano, a Lua não irá atrapalhar as observações.

Tomando como referência o horário de Brasília, os observadores localizados nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste do Brasil, poderão iniciar suas observações a partir das 2h30min da madrugada (aproximadamente). Para os observadores localizados na região Sudeste, a observação poderá iniciar a partir das 3h30min (aproximadamente). Já, na região Sul do Brasil a observação poderá ser iniciada, por volta, das 4 horas da madrugada.

Para todo o Brasil, o espetáculo dos meteoros irá terminar quando os primeiros raios solares surgirem na linha do horizonte leste. Sendo assim, teremos um tempo aproximado de 1 hora e 30 minutos de contemplação desta chuva.

Uma vez conhecido o horário de início da observação, basta se direcionar para o horizonte nordeste. Pouco acima deste horizonte, poderemos localizar a constelação do Leão com a sua estrela Regulus, sendo essa a mais brilhante desta constelação. O radiante da chuva de meteoros estará relativamente próximo a Regulus. A figura 1 ilustra o radiante da chuva Leonids, tomando como base o horário inicial aproximado de observação, conforme descrito no texto acima.

Foto: Climatempo

Região do céu onde observar a chuva de meteoros Leonids em 17/11/2020

Aproveite para observar o planeta Vênus

Em especial, para este ano de 2020, enquanto os observadores apreciam a chuva de meteoros Leonids, o planeta Vênus irá dividir o espetáculo nesta região do céu.

Para observar a olho nu o planeta Vênus com a sua cor prateada, em qualquer cidade do Brasil, basta se direcionar para o horizonte leste. Poucos instantes antes do nascer do Sol, Vênus nascerá brilhando fortemente. Com o avançar dos minutos esse planeta ganha altura, até que, quando ocorrer o nascer do Sol, o brilho de Vênus será ofuscado pelos raios solares, impossibilitando a sua observação.

Live do professor Marcos Calil no Youtube

Todas as terças feiras, às 21 horas, o professor Marcos Calil entra ao vivo para informar os amantes da Astronomia Observacional sobre quais fenômenos astronômicos observar no céu.

Em especial, no programa que está gravado desta última terça feira, 10 de novembro de 2020, Calil explica como observar a olho nu os planetas Júpiter, Saturno, Marte e Vênus, a luz cinérea da Lua, a aproximação da Lua com os planetas Mercúrio e Vênus, a constelação de Pégaso, além desta bela chuva de meteoros Leonids.

Assista agora o programa para contemplar os diversos fenômenos astronômicos no céu da sua cidade , se inscreva no canal e siga Marcos Calil no Twitter e no Instagram (@MarcosCalil).

Terra