Professores da Unila apresentam prévia de alguns resultados da pesquisa sobre o Câncer

0

Os dados e as primeiras conclusões foram apresentados ao prefeito Maneco de Missal como forma de prestar esclarecimentos dos resultados obtidos até o momento

       O município de Missal e a Unila (Universidade Federal da Integração Latino-americana), firmaram uma parceria no sentido de identificar, por meio de uma pesquisa, as causas de adoecimento oncológico (Câncer) no município, uma vez que os registros de procedimentos nesse sentido, em relação a outros municípios da mesma região, são muito altos.

       Na pesquisa estão sendo verificadas diversas situações como a qualidade da água que abastece as residências, hábitos alimentares, incidência de agrotóxicos, fatores genéticos, entre outros pontos através de questionários detalhados, coleta e análise do sangue, um campo vasto de fatores que podem ter influência, direta ou indireta, com a incidência do Câncer no município de Missal.

       Os primeiros resultados começam a permitir conclusões, mesmo que não sejam definitivas, pois ainda é necessário um acompanhamento e rastreamento de algumas situações para se chegar ao um fator conclusivo determinante. Neste primeiro momento, as pesquisas apontam que a água consumida no município é de qualidade, tanto na cidade quanto no interior, e que a relação do câncer tende a ter fatores genéticos como determinantes.

       Essas prévias dos resultados foram apresentadas pelos professores responsáveis pela pesquisa, Os coordenadores do Curso de Medicina da Unila, Luis Fernando Zarpelon (Cardiologista) e Maria Leandra Terêncio (Bióloga), ao Prefeito de Missal, Hilário Jacó Willers, o Maneco. “Isso é muito importante e fico feliz em saber que a água que chega ao consumidor aqui em Missal é de qualidade, essa tem sido uma grande preocupação da Administração, e que bom que estamos identificando aos poucos detalhes sobre o Câncer para que possamos tomar as medidas corretas quando se trata de prevenção”, exclama o prefeito.

Referência

       Com a realização dessa parceria que permitiu a pesquisa, o município de Missal está se tornando uma referência nos estudos da oncologia, segundo relataram os professores da Unila. Ela permite um mapeamento das possíveis causas de Câncer no município, aponta para políticas específicas de trabalho e de conscientização da importância de uso de EPI’s em determinados locais, entre outras situações.

       Os professores da Unila aproveitaram para parabenizar a Administração Municipal pela iniciativa de buscar a instituição de ensino para a realização da pesquisa, pois essa preocupação do município com a situação do Câncer em Missal, será evidenciada pela participação e envolvimento com a pesquisa como um todo. Esse projeto de Missal, inclusive está permitindo que outras pesquisas sejam realizadas no mesmo sentido, já são 19 projetos de estudantes da Unila em fase de desenvolvimento a partir dessa parceria entre município e instituição.

Pesquisa: O que causa o adoecimento oncológico em Missal?

       Desde o início de 2018, professores e estudantes da UNILA trabalham em um projeto inédito no Oeste do Paraná, que pretende identificar as causas dos altos índices de câncer registrados no município de Missal. Conforme dados do Ministério da Saúde, os procedimentos ambulatoriais na área de oncologia em Missal representam mais que o dobro da média registrada nos demais municípios da 9ª Regional de Saúde.

       A pesquisa, desenvolvida em parceria com a Prefeitura de Missal, envolve 5 grupos de pesquisa, 12 professores dos cursos de Medicina, Saúde Coletiva, Química e Ciências Biológicas e, pelo menos, 25 estudantes de graduação e pós-graduação da UNILA. O objetivo é que, a partir dos dados levantados, Prefeitura e Universidade atuem em conjunto no planejamento e desenvolvimento de estratégias de saúde para melhorar a qualidade de vida e diminuir a incidência de câncer no município.

Marinho SMI

Comments are closed.