O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) irá decretar novas medidas restritivas no Paraná a partir da próxima quarta-feira (1), por causa do aumento do número de casos do coronavírus. O decreto deve ser anunciado na terça-feira (30) e os detalhes ainda estão sendo acertados pela equipe do governo. Está descartada, porém, a adoção de lockdown generalizado no estado, pelo menos por enquanto.

A tendência é que sejam tomadas medidas mais rígidas em relação à restrição e funcionamento das atividades, com chance de fechamento em algumas microrregiões do estado

A medida será implementada logo após o Ministério Público do Paraná entrar com uma ação pedindo que o estado feche comércios, igrejas e atividades não essenciais. O MP-PR também pede que o lockdown seja feito em pequenas regiões do Oeste e Leste paranaense para frear o avanço da doença.

Anúncio

Os casos de Covid-19 dispararam no Paraná após a reabertura do comércio, no início de junho. Segundo o último boletim da Secretaria de Saúde do estado, divulgado nesta segunda (29), são 21.089 casos confirmados e 600 mortes por coronavírus.

Na noite desta segunda-feira (29), o governo do Paraná encaminhou uma nota de esclarecimento sobre essas ações que devem ser tomadas, em especial sobre a chance de um “fecha geral”, o lockdown. Confira

O Governo do Paraná informa que está elaborando uma série de medidas para conter o avanço da Covid-19.

As medidas estão sendo discutidas em diversas instâncias do Executivo e serão apresentadas aos demais poderes do Estado.

A previsão é de que haja ampla divulgação das decisões nesta terça-feira (30).

O Governo do Estado antecipa que, diferente do que foi noticiado, não se trata de impor um lockdown em todo o Paraná.

“Coronavírus no Paraná”

Gazeta do Povo
Gazeta do Povo

Gazeta do Povo